Quarta-feira, 08 de Abril de 2020
Mais Esportes

Chefe da RBR compara acordo entre Ferrari e FIA com corrupção na Fifa:

Helmut Marko afirmou que decisão de concluir investigação sem veredito sobre irregularidade do motor seria um

Publicada em 07/03/20 às 11:45h - 12834 visualizações

por Globoesporte.com


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Helmut Marko relacionou decisão da FIA à Joseph Blatter  (Foto: Xavier Bonilla/NurPhoto via Getty ImagesHelmut Marko relacio)

Chefão da RBR, Helmut Marko não poupou críticas ao misterioso acordo entre Ferrari e FIA após investigação de possível irregularidade no motor da equipe italiana. Em entrevista, ele disse que uma situação como essa gera descrédito ao mundo da Fórmula 1. Além disso, fez comparações com a Federação Internacional de Futebol (Fifa).


- Todo o assunto alcançou proporções similares ao da Fifa. Só muda uma letra entre FIA e Fifa. Em qualquer outra associação, isto seria um suicídio político que Jean Todt, como líder, aprovou. A FIA desacreditou um esporte no qual investimos milhões de euros a cada ano - reclamou Marko.


O chefão da RBR se refere aos escândalos de corrupção que abalaram a credibilidade da Fifa e resultaram na inegibilidade de Joseph Blatter, presidente da federação entre 1998 e 2015. O suíço está afastado do futebol por seis anos após decisão do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS).


No caso da Fórmula 1, as críticas começaram após a melhoria de desempenho da Ferrari com a estreia de um novo motor. A RBR foi uma das primeiras equipes a apontar que o motor da escuderia italiana poderia ter irregularidades. Depois das críticas, a FIA deu início às investigações, mas anunciou o término no fim de fevereiro e o citado acordo confidencial, sem confirmar se o regulamento foi ferido ou não.


Após sete equipes reclamarem formalmente, a FIA admitiu que tinha suspeitas sobre o motor, mas não puniu a Ferrari por não ter evidências suficientes.


Nova temporada da Fórmula 1 vai estrear na corrida do GP da Austrália


Descontente com a decisão da FIA, Helmut Marko ainda citou que as possíveis punições à Ferrari poderiam ter dado o segundo lugar no Mundial de Construtores para a RBR, o que geraria mais 21 milhões de euros (R$ 109 mi) aos cofres da equipe.


- Deveríamos ter dito a Christian Horner para denunciar os 21 milhões de euros em prêmios que nos dariam pelo segundo lugar no Mundial de Construtores se houvesse a devida punição à Ferrari - complementou.





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (42)9 99093574

Visitas: 953469
Usuários Online: 215
Copyright (c) 2020 - tbesportes