Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019
Mais Esportes

Mercedes e RBR comentam suspeitas de que Ferrari tinha irregularidades no motor

Queda acentuada de desempenho em Austin após pedidos de esclarecimentos das rivais gerou desconfiança nos bastidores de que equipe italiana foi obrigada a mexer em sua unidade

Publicada em 08/11/19 às 17:52h - 167 visualizações

por Globo.Com


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 queda de performance da Ferrari no último Grande Prêmio dos Estados Unidos, sobretudo nos trechos de reta e aceleração, fez com que aumentassem as suspeitas nos bastidores de que antes havia irregularidades na unidade de potência dos carros italianos - em Austin, Sebastian Vettel abandonou logo no começo quando estava em sétimo, e Charles Leclerc foi um distante quarto colocado.

Equipes como a RBR solicitaram esclarecimentos à Federação Internacional de Automobilismo (FIA) a respeito de um possível vazamento controlado de óleo no sistema interno de refrigeração para permitir que que uma pequena quantidade de lubrificante entrasse no processo de combustão e produzisse um aumento de potência por um curto período de tempo. Isso é permitido pelo regulamento desde que não seja intencional.

- Se alguém estivesse fazendo o que estava fazendo, o que a diretiva técnica esclareceu, seria um jogo sujo. E, pela maneira como a diretiva técnica foi formulada, foi uma violação grave dos regulamentos, de modo que nem se fala sobre áreas cinzentas. A diretiva técnica foi esclarecida, seria um jogo sujo. Acabamos de discutir os dados da corrida, e os dados de velocidade parecem muito diferentes das últimas corridas, seja na diretiva técnica ou em outra questão, obviamente não sei, porque não podemos ver o que a Ferrari fez - comentou Toto Wolff, chefe da Mercedes.

Diretor técnico da RBR, Christian Horner sempre voltou a defender clareza por parte da FIA em relação às especificações das unidades de potência. O dirigente tomou cuidado ao não acusar a Ferrari de irregularidades e não quis associar a queda de performance a supostas irregularidades anteriores:

- Eu acho que isso não quer dizer que alguém estivesse fazendo alguma coisa, mas se estivesse, obviamente seria ilegal. A unidade de energia é uma máquina incrivelmente complexa, tanto do ponto de vista de hardware quanto de software, e os esclarecimentos que solicitamos eram itens padrão que remetiam e avançavam continuamente entre as equipes e a FIA. Portanto, é sempre bom ter clareza antes de desperdiçar esforços - disse Horner.

No Mundial de Construtores, a Ferrari já garantiu o vice-campeonato. A equipe italiana soma 479 pontos contra 366 da RBR, restando apenas 88 pontos em jogo nas últimas duas corridas da temporada (Brasil e Abu Dhabi).




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (42)9 99093574

Visitas: 130292
Usuários Online: 51
Copyright (c) 2019 - tbesportes